Sua carteira de clientes pode impulsionar seus negócios

Tempo de leitura: 9 minutos

Adquirir e administrar clientes é fundamental para o crescimento de quase todos os modelos de negócios. Para isso, investir em marketing, análise de sucesso e vendas é fundamental, pois torna possível manter a taxa de evasão de clientes menor que a de adesão. Sendo assim, direcionar esforços para captar e reter clientes é fundamental para ter um negócio saudável.

Independente do mercado, satisfazer as necessidades básicas do cliente e entregar qualidade não é mais ter diferencial, isso é manter um pensamento Fordista e desconsiderar toda a evolução do mercado. Para manter uma carteira de clientes próspera, é preciso entregar uma experiência completa e diferenciada.

 A experiência do cliente é algo fundamental para sua retenção e fidelização, isso envolve gerir a carteira de clientes, desenvolver relacionamentos mais próximos (onde há diálogo com o consumidor), acompanhar o pós-venda, trabalhar o diferencial competitivo e garantir que o cliente faça o uso correto do produto/serviço. Deste modo, a tendência é que a carteira de clientes cresça assim como o negócio.

Uma vez que o seu negócio tem uma carteira de clientes, é preciso movimentá-la e fazer com que ela dê lucros. Gerir esta carteira possibilita obter e trabalhar com informações essenciais para estreitar os laços com os clientes, entender suas dores, identificar oportunidades de novas vendas e upgrades, incentivar compras recorrentes e melhorar a experiência de consumo.

Rentabilizar a carteira de clientes através de vendas recorrentes, faz toda a diferença para um negócio. Seu desenvolvimento impacta diretamente no fluxo de caixa da empresa, o que significa mais recursos para investimentos e desenvolvimentos dos produtos e serviços prestados.

Indicadores de sucesso da gestão da carteira de clientes.

Redução da evasão de clientes: significa que os clientes estão satisfeitos com a oferta da sua empresa e que você atua com qualidade a nível de competir no mercado. 

Recorrência de compras: significa que os esforços em fazer o cliente retornar e comprar, estão funcionando; também é um ótimo indicador da fidelização de clientes.  

Vendas cruzadas e upgrade: este é o maior indicador de que sua equipe de vendas está sabendo aproveitar oportunidades para realizar novos negócios, aumentando o consumo por cliente.

Indicação de clientes: o aumento do número de clientes por indicação orgânica significa que seus clientes estão muito satisfeitos e desejam que pessoas próximas a ele tenham a mesma experiência.

Experiência do cliente

Pensar em apenas solucionar o problema do cliente é atuar com mediocridade. É necessário que se construa toda uma atmosfera que envolva seu cliente e o faça se sentir especial ao consumir seu produto/serviço e não o da concorrência.

Construir essa atmosfera não é fácil e nem rápido, porém os resultados são recompensadores. Cria-se uma marca forte, reconhecida, com valores bem definidos que mais que fidelizar, passam a agregar valor aos seus clientes e se tornam parte do seu estilo de vida. A construção da experiência é algo que se inicia internamente em um negócio e se difunde pelo seu posicionamento de mercado, carteira de produtos, publicidade/propaganda, força de vendas, PDV, consumação dos serviços/produtos e pós venda.

Produtos e serviços baseados na carteira de clientes.

De fato, produtos e serviços surgem para suprir as necessidades dos consumidores. Com a evolução do mercado, entregar apenas isso não significa mais agradar os clientes, é sempre necessário entregar algo a mais.

Utilizar a carteira de clientes para identificar quais são as necessidades do seu público alvo, pode ajudar a construir um produto ou prestar serviços muito mais competitivos e que se destaque no mercado e na mente do consumidor. Através da carteira de clientes, também se torna mais fácil saber o momento de uma atualização, da criação de novas linhas de produtos ou de um re-design.

Basicamente, para um produto/serviço, ter diferencial competitivo é necessário que atenda algumas demandas, como:

  • suprir a necessidade de um grupo de consumidores;
  • estar adequado às características já esperadas daquele produto no mercado;
  • conter algo a mais que faça a diferença para um nicho de consumidores;
  • e por último, é necessário lembrar que tudo que é novidade se torna comum e tudo que é bom é copiado. É importante estar um passo à frente da concorrência e ter uma carta na manga para usar quando preciso.

Lembre-se que, um cliente satisfeito sempre retorna e traz outros clientes. A prova social é o melhor marketing que o seu negócio pode ter e proporcionar experiências diferenciadas para o cliente, é a melhor forma para repercutir sua marca através do marketing “boca a boca” e por isso, compreender as necessidades de consumo do seu público alvo é fundamental.

Sistemas e bases de dados.

A base de dados nada mais é do que as informações dos seus clientes coletadas por seu negócio, essa base de dados é fundamental para marketing de relacionamento, tomadas de decisões e insights promissores. Por isso, é muito importante que ela seja segura e atualizada, tornando as decisões mais assertivas.

Utilizar ferramentas de CRM ou de gestão de dados pode ajudar muito na organização e na utilização de sua base de dados, elas auxiliam no acesso a informações específicas através de filtros de informações e podem ser integradas ao seu sistema de vendas, tornando a inclusão de dados mais rápida. Alguns desses sistemas permitem o acompanhamento do ciclo de vida do cliente, possibilitando realizar algumas previsões e antecipar ações que podem prolongar a permanência de um consumidor.

Alguns passos para uma gestão de sucesso:

1. Identifique o perfil dos seus melhores clientes:

Utilize a carteira de clientes para montar operfil dos seus melhores clientes e posicione sua empresa no mercado direcionada a eles, concentre seus esforços e estratégias com foco nestes perfis. Deste modo, você mantém seus melhores clientes e atrai novos com perfil semelhante.

Neste caso, a qualidade dos clientes é mais importante que a quantidade, pois um cliente com potencial lucrativo de longo prazo é melhor e mais barato que muitos que dão lucro uma vez só. Entretanto, há algumas ressalvas neste tópico as quais veremos no tópico 5.

2. Reduza a perda de clientes:

Um dos maiores causadores de perda de cliente é a sua insatisfação com o produto, isso acontece principalmente por alguns fatores distintos: falta de qualidade ou suporte, preços não condizentes com a solução oferecida e por soluções concorrentes.  

No caso de já estar perdendo clientes, a melhor opção é repensar sua estratégia, oferecer a melhor experiência possível, atuar com preços compatíveis com a oferta e cumprir com as expectativas criadas na mente do consumidor, ou seja, entregar o que foi prometido da melhor forma possível com um preço justo.

3. Dê tratamento especial aos melhores clientes:

Geralmente os melhores clientes são os clientes (ativos) mais antigos, estes quase sempre possuem o maior ticket médio e logo são os que mais têm peso sobre o faturamento total. Logo, dar tratamento especial a eles buscando sempre atender suas necessidades e expectativas pode evitar perdas consideráveis para o seu negócio.

4. Faça a prospecção de novos clientes:

Prospectar está mais relacionado a abrir um canal de comunicação e construir um relacionamento com consumidores potenciais do que com vender. Por mais que pareça contraditório, entender isso pode te trazer muito mais vendas. No entanto, antes de começar a prospecção é necessário realizar algumas atividades para melhorar os resultados, como:

  • Divulgar a marca e os produtos em canais da credibilidade;
  • Traçar o perfil do público alvo;
  • Ter uma equipe de venda treinada que conhece totalmente o produto/serviço;
  • Ouvir os clientes atuais;
  • Planejar promoções de vendas atrativas.

5. Não ponha todos os ovos na mesma sexta:

Ter uma carteira de clientes diversificada traz mais segurança para o seu negócio, a diversidade traz mais estabilidade e te protege de crises, uma vez que um segmento de mercado passa por crises, seu negócio tem outros pilares nos quais pode se apoiar.

Podemos citar como exemplo grandes conglomerados como a Yamaha e Mitsubishi, que atuam em diversos segmentos de mercado com o intuito de preservar sua existência em momentos de crises.

De todo modo, isso não significa que você deve esquecer a segmentação do seu público alvo e sim que você deve desenvolvê-lo levando a diversidade em consideração. Tendo mais que um perfil de clientes, com certeza sua empresa vai poder reagir melhor às oscilações de demanda e de volume de vendas.

6. Adapte-se:  

A capacidade de adaptação e de modificação é fundamental para o crescimento do seu negócio, ao expandir sua carteira de clientes leve em consideração variações culturais e regionalismos. O mercado não é estático nem uniforme, mudanças de curto a longo prazo estão sempre acontecendo. Estas devem ser previstas e consideradas. Relacione-se com os seus clientes e escute o que ele tem a dizer, eles são os melhores indicadores da saúde do seu negócio.

Também leve em consideração o mercado de tecnologia, mesmo que seu público gosta de produtos vintage, se sua empresa não acompanhar as inovações tecnológicas do mercado, você corre um grande risco de se tornar obsoleto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *