Cartões de marca própria nos supermercados

Tempo de leitura: 5 minutos

Em uso no Brasil desde a década de 70, os cartões de marca própria passaram a ter mais relevância entre os varejistas a cerca de 16 anos. Tendo como pioneiras, podemos citar lojas como: Renner, C&A e Mesbla. Estes cartões passaram a ser cada vez mais usados como estratégias para atrair e fidelizar clientes.

Buscando por maneiras de facilitar a jornada de compra dos clientes, de garantir um maior faturamento e até mesmo para driblar as crises econômicas, os cartões acabaram vindo para o ramo de supermercados que passaram a adotar o seu uso de forma bem expressiva.

Cartões no mercado

Ao oferecer seu cartão próprio, o supermercado passa a ter inúmeras vantagens diante dos concorrentes. Dentre estas vantagens, sem dúvida a fidelização dos clientes é a que mais se destaca.

A fidelização acontece principalmente através dos benefícios ofertados aos usuários do cartão. Dentre eles, os mais comuns são descontos e prazo para pagamento, o que faz com que o consumidor se sinta mais seguro e disposto a comprar.

A influência sobre o consumidor

É devido a esse efeito de poder de consumo, causado nas pessoas, que os cartões de marca própria são ótimos catalizadores para as compras por impulso.  Isso por que o consumidor acaba sempre lavando alguma coisa que não havia planejado, mesmo que este apenas tenha ido pagar uma fatura no estabelecimento.

Pesquisas indicam que o cliente que utiliza algum cartão de marca própria, compra cerca de 30% a mais que aquele que não o utiliza. As visitas à loja também aumentam cerca de 16%, assim como, o gasto médio de cada consumidor cresce cerca de 33%.

Devido aos seus diversos benefícios, o cartão próprio também é um grande chamariz de novos clientes, principalmente quando se trata das classes C, D e E (público interessado em ter mais crédito e poder de compra com menos juros e burocracias). Para estes clientes, economizarem em suas compras mensais é sempre um bom negócio. 

Benefícios

De modo geral, o cartão significa para o varejista ter um aumento do seu faturamento, um maior controle sobre as vendas feitas, mais segurança para receber as contas a prazo e, no caso de algumas administradoras de cartões, como nós da Topcard, a rentabilização das contas em atraso através de juros e multas.

Já para o consumidor, utilizar o cartão de marca própria significa maior poder de compra, mais prazo para pagar, participações em promoções, descontos exclusivos, possibilidade de parcelamento, facilidade de obter crédito e por fim, facilidade de pagamento.

Marketing e CRM

A versatilidade do sistema de cartões de marca própria é um outro fator relevante aos supermercados. Ao contratarem o serviço, permite criar ações direcionadas ao público e manter promoções sazonais, ajudando na divulgação do cartão e da marca, fazendo com que os clientes se mantenham sempre engajados.

Além disso, ter uma alta taxa de adesão dentro da carteira de clientes significa ter uma grande fonte de dados para auxiliar nas tomadas de decisões. A possibilidade de registrar, acessar e filtrar as informações dos clientes assim como todas as movimentações financeiras feitas através do cartão, é uma ótima forma de trabalhar ações que potencializam os resultados.

Mais que um banco de dados, os registros do cartão permitem que o comerciante crie perfis de clientes de acordo com suas características de consumo, separe-os em grupos e crie ações personalizadas para cada um deles.

Dados como idade, formação, renda, cargo, endereço e estado civil possibilitam ao comerciante informações como: a idade média dos clientes que preferem determinado produto, onde moram os clientes mais assíduos, a faixa de renda dos clientes que proporcionam mais lucros etc. Quando estas informações são somadas a ações de marketing concretas, os resultados alcançados são os melhores possíveis.

Branding

Como visto, o cartão de marca própria além de ser uma ótima ferramenta de marketing, reforça a identidade visual da empresa e é uma oportunidade para trabalhar a percepção das pessoas sobre a marca. Muitos clientes associam poder e confiança a uma marca que tem o seu próprio cartão, isso significa uma melhor imagem da sua marca no mercado.

Como ter um cartão de sucesso

No entanto, a peça fundamental para o bom funcionamento dos cartões de marca própria nos supermercados como em qualquer outro ramo de atividade, são as condições ofertadas pelas administradoras, juntamente com o trabalho feito dentro do ponto de venda para a disseminação dos cartões.

Sendo assim, o sucesso do cartão depende muito mais do trabalho da empresa contratante do serviço do que das administradoras em si. É claro que a administradora escolhida precisa dar a devida assistência e ter um serviço que permita ao comerciante trabalhar suas estratégias, mas, é na forma que o comerciante executa o cartão que está o segredo do sucesso.

Práticas como o relacionamento contínuo com o cliente, taxas justas, divulgação continua do cartão, regras e benefícios relevantes ao público, relação confiável com a administradora, análise de crédito bem feita, treinamento da equipe e o acompanhamento dos resultados é que vão definir se o seu cartão terá sucesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *